lHistória
lCharisma
lMapa
lLinks
lStart

 

 

 

 

 

Os nossos fundadores:

O abade Francisco Pfanner e a Madre Paula

O abade Francisco Pfanner

No dia 21-09-1825, em Langen, Vorarlberg, Austria, nasceram gémeos. Johannes seguiu os passos do pai, tornando-se lavrador das montanhas. Wendelin tornou-se sacerdote.

 
No dia 28 de Julho de 1850, Wendelin Pfanner recebeu o Sacramento da Ordem. Ele queria ser missionário, mas não estava bem de saúde.

Depois de 12 anos, 9 em Haselstauden-Dorbin em Austria e 3 em Agram (Zagreb) na Croatia, como director espiritual de religiosas, pediu aos Trapistas de Mariawald (Alemanha) para entrar, uma vez que queria preparar-se para a sua morte, e recebeu o nome de Franz (Francisco). O movimento constante ao ar livre e a alimentação vegetariana tornaram o noviço de dia para dia mais saudável. Recomeçou as viagens; ajudou no trabalho em Tre Fontane perto de Roma, e depois foi para a Bosnia para fundar um mosteiro Trapista: "Maria Stern" em Banja Luka.

Em 1879 reuniram-se abades e priores para um capítulo geral em Septfons na França. O vigário geral, logo à chegada, segredou ao participante mais novo, ao Prior Franz Pfanner: "Desta vez, a sua fundação vai ser elevada a abadia." Isto significava, para o homem de 54 anos de idade, receber o báculo e a dignidade de abade. Mas um bispo sul africano pediu monges para a área da sua missão. Foi, então, que o prior Franz Pfanner pôs fim ao silêncio embaraçoso. Ele disse: "Se ninguém vai, vou eu!"

Em 1880 checou com 30 monges do Maria Stern à África do Sul. Em 1882, depois de muitos dificuldades, fundou o novo monastério "Mariannhill" (Montanha de Maria Anna), perto de Durban. Em 11 de Abril de 1885, sob a presidência do bispo de Natal, houve a eleição de um abade. Ninguém ficou surpreendido quando todos os capitulares votaram no Padre Franz. No mesmo ano começou a chamar auxiliares de missão para a África do Sul. Chamam-se "Irmãs Missionárias do Precioso Sangue", na voz do povo também conhecidas como "Irmãs de Mariannhill".

O abade Franz pressentiu o futuro conflito entre monge e missionário. Os malentendidos aumentaram e em 1892 o abade foi suspenso por um ano. O abade Pfanner deixou Mariannhill e retirou-se para Lourdes. Em 1893 Roma aceitou a sua resignação. Ele retirou-se para Emaús.

À primeira vista, o Abade levou, em Emaús, uma vida de eremita. Na realidade, porém, estava atento aos sinais do tempo e reflectia sobre como podia e onde podia colocar as suas irmãs. O seu zelo missionário atinge o mundo inteiro.

Em 1906 o papa Pio X aprovou as constituições das Irmãs Missionárias do Precioso Sangue.

Em 1909 o papa separou Mariannhill da Ordem dos Trapistas. Surgiu então a Congregação dos Missionários de Mariannhill como comunidada independente.

O abade Franz faleceu no dia de 24 de Maio de 1909. O enterro foi no dia 27 de Maio e foi enterrado no cemitério de Mariannhill.

F